quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Sandman - Os Caçadores de Sonhos

Olá caros leitores e leitoras,aqui estou eu novamente para lhes apresentar uma nova postagem.
Saindo um pouco do assunto principal do blog,venho aqui para falar de um livro conceituado pela crítica especializada e por várias outras pessoas.


E este livro é...
Sandman - Os Caçadores de Sonhos


O livro foi feito pelo competente Neil Gaiman - criador de Sandman - e a arte ficou a cargo do excelente artista,Yoshitaka Amano - responsável principalmente pelas artes da série Final Fantasy.
A parceria desses dois resultou em um livro fantástico e indispensável para qualquer um que goste um pouco de ler.

Tudo aqui é extremamente detalhado e bem contado,a cada página passada,você ficará mais ansioso ainda pra ver a conclusão da obra.

Temos uma história que se mostra simples no começo,mas ao decorrer dela,tudo se torna mais complexo,e você passa a ter uma infinidade de pensamentos a respeito do enredo.
Bem,o livro adapta a antiga fábula japonesa,chamada "A raposa,o monge,e o Mikado dos Sonhos" para o "universo" de Sandman.

E posso dizer que essa ideia foi muito boa (apesar de eu nunca ter lido qualquer livro do Sandman,a não ser esse),porque tudo se encaixa perfeitamente,e dá até pra dividir o livro em três partes,como no conto.

As ilustrações são fantásticas,e como o próprio criador do personagem disse,Yoshitaka Amano fez algo único,que nunca se havia visto algo parecido (em Sandman),e o estilo dele combinou bastante com o personagem,e todo o resto dos personagens e ambientes.
Por falar em ambientes,eles são sombrios,e dá atenção a qualquer detalhe.
Muitos momentos você poderá ficar um tempão só observando as ilustrações,porque cada uma tem algo de interessante a se observar,e há várias coisas se misturam nelas (como na própria capa).

Em questão de duração,o livro é curto,possui aproximadamente,100 páginas.
Mas ao meu ver,está longe de ser um defeito,porque não é fácil de se interpretar,e a história não enjoa (por não ser longa,e ser bem contada).

Felizmente,o livro tem uma edição brasileira,mas é muito difícil de ser encontrada,e por um preço amigável (consegui obtê-la por R$ 110,e usada,apesar de estar em perfeito estado).
E não se engane : a tradução é excelente.

Por fim,digo:
Sandman - Os Caçadores de Sonhos,é uma obra de arte indispensável,e que deve ser lida e apreciada por todos que a lerem.Com certeza é um dos melhores livros que já li,se não o melhor.É praticamente perfeito,sem nenhuma falha.

Não considero essa postagem uma análise,porque eu não sei como analisar um livro (e não queria cometer alguma injustiça com este livro sensacional),mas estou tentando me aprofundar mais no assunto,para ver se consigo,talvez,algum dia,analisar um livro corretamente.
Então,sim,estou somente recomendando (fortemente).

Chegamos ao fim da postagem.Gostaram? Não gostaram? Querem acrescentar algo ? Errei em alguma parte?
Tudo bem,pode comentar,e terei o prazer de lhe responder.

Até a próxima postagem galera.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Minhas artes

Criei este post para mostrar os meus desenhos à todos vocês.

Cada um terá uma descrição e caberá a vocês darem uma nota,e avaliarem,pois assim,eu saberei mais facilmente o que eu tenho que melhorar em meus desenhos.

NAKED SNAKE
Me baseei na capa de Metal Gear Solid 3.Tentei ao máximo me aproximar da arte de Yoji Shinkawa,mas claro que não consegui atingir o nível desse grande artista.

Badass Crono
Quis fazer um Crono diferente,mais fortão,e "badass".Por isso coloquei um cigarro ali hehe.

KRATOS
Fiz este Kratos rapidamente.Cerca de meia hora.Olhei de uma revista.

No More Heroes
Com esse desenho,eu aprendi mais sobre sombreamento.Utilizei apenas lápis 6B,e claro,uma borracha.Olhei de uma edição da revista EGM,que não estava com uma imagem muito nítida.


Raditz
Acredito que esse seja um dos meus melhores desenhos (se não,o melhor).Foi baseado numa arte do Akira Toriyama,para um Dragon Ball de Nintendo Wii.
Como eu achei a arte muito simples,quis adicionar algo que chamasse mais a atenção.Por isso,também usei lápis 6B,e sombreei com vários riscos,para criar um estilo um pouco diferente daquele que vimos na série animada Dragon Ball.

Enfim,estes são meus desenhos,e em breve adicionarei outros.Se puderem,avaliem-os,e deem uma nota.

Obrigado,e até a próxima.

Observação:agora qualquer pessoa pode comentar no blog,não precisa ter conta do Google ou qualquer outra.

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Games Overrated - Tomb Raider

Olá galera.
Venho aqui apresentar a vocês,uma nova postagem,que fora originalmente publicada no United Gamers Brasil,blog do grande Shadow Mario,em que eu colaboro com muito prazer.
E praticamente esse post é uma reinauguração do meu blog,que antes se chamava...para a falar a verdade,eu nem lembro o nome.
Bom,vamos começar.

Por volta de 2010,a série Tomb Raider,protagonizada pela heroína Lara Croft,estava "mal das pernas",recebendo poucos jogos,e estes mesmos,geralmente eram mais do mesmo ou ruins (exceto Tomb Raider Legend,e o remake do primeirão,chamado Tomb Raider Anniversary).Então a Square Enix,que agora tinha o estúdio Crystal Dynamics em suas mãos,resolver fazer um Reboot da série.

Bom,primeiramente:
O que é reboot?
Reboot significa refazer algo,ou recomeçar.

Mas será que Tomb Raider precisava de um reboot?
Ele deu certo?
Veremos abaixo.
Tomb Raider Reboot foi lançado para PS3,Xbox 360 e PC.Você pode encontrá-lo também na Steam.

Irei explicar resumidamente a história de Tomb Raider Reboot.
Lara Croft está em sua primeira expedição,à bordo do navio Endurance (com seus ajudantes),e está na busca por um reino perdido do Yamatai.Enquanto que os seus companheiros apostam que o reino está situado em um lugar,Lara aposta em outro,que aparentemente,era bem improvável.Mas por fim,os ajudantes decidem ir para o lugar que Lara quis.E isso resultou em uma tragédia.No meio da viagem,iniciou-se uma tempestade brutal,quebrando o navio pela metade.Lara caiu no mar,e logo depois pisou em terra firme,encontrando uma ilha.

Este Tomb Raider mudou drasticamente em todos os sentidos.

Pra começar,a proposta do jogo era apresentar uma Lara frágil e inexperiente.
Só que o jogo acaba falhando nisso.
(SPOILER ALERT!)
 
Logo no começo do jogo,ela mata uma pessoa (pela sua primeira vez),mas para se defender.Inclusive ela chora por ter realizado esta ação ; mesmo que tenha sido uma questão de necessidade.
Entretanto,logo depois,ela sai exterminando todos ao seu redor ; matando logo a proposta do jogo.E isso só o começo.Algumas cenas são até hilárias,de tão exageradas.Há quem fale que a Lara Croft de antigamente era muito "apelona".Mas era até normal comparado com essa daqui.Veja: ela tinha treinado acrobacias e tudo mais,e por isso conseguia realizar grandes saltos e movimentos extraordinários.
Já essa,é inexperiente,mas consegue escapar de um helicóptero,que vai se despedaçando rapidamente (e nem uma peça minúscula sequer toca nela).Sim,ela sai praticamente ilesa numa situação dessas.
É impossível negar que isso é um defeito.
E isso acontece várias vezes neste reboot.E o pior de tudo,é que isto também acabou - de certo modo - prejudicando a jogabilidade.

Mas o começo do jogo,é enjoativo.Você mais assiste do que joga,sendo que nestes poucos momentos de jogatina,estará apenas fazendo QTEs desnecessários ou caminhando por lugares extremamente lineares,como se uma barreira estivesse te impedindo de explorar os cenários.Por falar em QTEs,eles aparecem frequentemente.

Numa parte em Tomb Raider,você será atacado por um lobo."Como me livrar dele?"
Simples,complete o QTE.Em outra,você terá que subir entre duas paredes de pedra.É só segurar "cima" no analógico e você estará logo lá em cima.
Ao decorrer do jogo,novos elementos da jogabilidade vão surgindo.Agora você pode explorar mais os cenários,explorar ambientes,e achar por itens,que servem pra criar algum novo objeto.Eles são minúsculos e estão espalhados por toda parte dos cenários.
A partir de um certo ponto,você também pode evoluir,e dar upgrade nas suas armas e habilitar novas habilidades.
Saiba também que este sistema de upgrade não é muito funcional.Sabe aqueles itens que eu acabei de falar?
Então,é preciso coletar eles para evoluir e dar upgrade em qualquer coisa (já que matar ou fazer algo diferente disso não dá quase nada de experiência).
Mas o problema mesmo é que usaram essa coleta de itens em excesso,e vários deles servem só pra completar desafios bobos.E qualquer nova área encontrada,o jogo te obriga a fazer isso.
Alguns animais foram introduzidos no jogo,só que eles são quase nulos,e não fazem diferença nenhuma,pois só te dão mais pontos de experiência (ao invés de servirem como alimento para recuperar sua vida).
Há mais problemas relacionados a este mesmo sistema.A proposta do jogo era apresentar uma Lara frágil e inexperiente,não era?
Na jogabilidade,não vemos isso (e nem na história pra falar a verdade).
Lara já começa com pulos longos,já consegue se segurar em beiradas facilmente,e até atira bem.Assim como na história isso não é gradativo.Ou seja,o sistema de XP (experiência) poderia até ser descartado.Poderiam muito bem terem colocado uma Lara com pulos curtos e sem precisão,e a medida que ela fosse evoluindo,seus pulos se tornariam melhores (sim,isso foi um exemplo).
Muitas pessoas reclamavam do combate dos antigos Tomb Raider,falando que "você só fica pulando e atirando".
Acredito que nesse jogo seja pior (atenção:não estou dizendo que eles eram ruins,só disse que nesse é pior),por simplesmente ser idêntico a todos os outros shooters.A mira da arma é ruim do início ao fim.Não adianta você ajustar sensibilidade,que pode até ficar pior ainda.Os cenários apresentam elementos de interação,mas somente perto do final do jogo é que eles começam a aparecer mais.A IA dos inimigos é ruim.Eles vão pra cima de você como se quisessem morrer.Também temos um sistema de combate corpo-a-corpo,que não é nada demais,e um sistema stealth,que nem é tão útil assim.
Saindo dos combates,e indo para um outro ponto fraco deste jogo: as cenas de ação genéricas.
Quem praticamente padronizou essas cenas,foi a série Call of Duty.Hoje vemos vários jogos que usam isso em excesso,e Tomb Raider Reboot não é uma exceção.
Veremos várias delas acontecendo por todo o jogo,e como em vários outros jogos,elas são curtas,genéricas e exageradas.
Outro ponto fraco desse jogo,é que ele é repetitivo.O jogo praticamente se resume a só ir em tal ponto do mapa,matar os inimigos,e coletar os itens.Isso é um defeito grave,ainda mais porque o jogo é linear,e não tem um mapa muito aberto,sendo assim,sua liberdade é mínima.
Mais pra frente em TR Reboot,por volta de 70%,o jogo começa a melhorar.Toda a ilha fica aberta para exploração,os cenários começam a ter mais interação,podemos descobrir tumbas secretas (que contém itens úteis),,e fazer puzzles legais (mas fáceis).
Eu diria que o jogo até lembra os antigos TRs.
Por falar em puzzles,eles tem outro "problema".Eles são legais mas tem uma habilidade chamada (por mim) de "Super Visão",que lhe mostra como fazer o puzzle (ou até te mostra exatamente aonde você deve ir).Pior que em alguns momentos,esta Super Visão é ativada automaticamente.
Nos antigos TRs,o único jeito de você obter uma ajuda,era consultando um detonado do jogo.
Tomb Raider Reboot também perdeu outras características importantíssimas de outros games da série.
Não temos a Croft Manor nesse jogo,que servia como um treinamento e também como um lugar totalmente explorável e cheio de segredos (ou podemos chamar de "extra de luxo").Nesse TR também,a Lara não pode nadar.
E ridiculamente,um personagem chamado "Ross" nos entrega as Dual Pistols (armas que são usadas pela Lara em todos os antecessores),mas não podemos usa-las,e simplesmente não há uma explicação para isto.E sim,isso foi um spoiler.Agora o sistema de vida é idêntico a maioria dos jogos atuais,recuperando-se automaticamente,e assim dizimando completamente os med kits.

Agora se prepare,respire fundo.Tomb Raider Reboot tem um Multiplayer.E ele,é,uma,droga!
As partidas são acessadas por meio de mapas,e é possível personalizar os personagens,as armas e colocar atributos especiais.Mas quando a partida começa a rolar,você percebe que o Multiplayer é uma bomba.
O gráfico aqui tem um tremendo downgrade,e o lag é frequente.Minha internet é ruim,mas pô,eu jogava Uncharted 2 e raramente ocorriam lags.
Os mapas são bem pequenos,e pra matar um inimigo,é preciso pregar o dedo,porque eles demoram um tempão pra morrer - deixando o jogo totalmente desbalanceado.E jogar contra caras com um level bem superior,é algo mais irritante ainda.É quase impossível de mata-los,pois eles terão equipamentos muito melhores,e obviamente já terão as "manhas" do mapa.Isso poderia ser facilmente resolvido com um filtro para buscar por partidas rankeadas.Ah,e é possível pegar itens aqui,para melhorar seus equipamentos.Mas é mais chato do que no singleplayer.
Lembram que eu já critiquei bastante o Multiplayer de Uncharted 3?
O de Tomb Raider Reboot,é tipo ele,só que piorado.Saiba que,é desequilibrado,descalibrado e frustrante.Portanto não vejo nenhuma razão pra jogar esse modo de jogo.
Graficamente,Tomb Raider é muito bom.Não é aquele jogo que puxa o console aos limites,mas é bonito de ser ver.Já trilha sonora não é marcante,nenhuma música realmente chama a atenção,porém o áudio cumpre seu papel.
A física de Tomb Raider é esquisita.Geralmente quando você mata um inimigo,eles ficam com as pernas para dentro,como se fossem cambotas.É normal isso acontecer (no jogo),e chega a ser até risível.Mais estranho ainda é a Lara pulando.Experimente pular com ela parada,e depois mexa no analógico/direcional.No meio do pulo,ela consegue mudar sua direção,arredando pra frente,pra trás e pros dois lados.
Tirando isso,ela é até boa,funciona bem em quase todo o jogo.

CONCLUSÃO:
Tomb Raider Reboot,é um jogo fraco,e um péssimo Tomb Raider - que me arrependi de ter comprado,e olha que eu sou fã da série.Era um jogo de aventura fantástico,que passou a ser um jogo de ação e shooter genérico.Acredito que seja por isso que o jogo tenha atingido um público maior ; e boa parte desse público não percebeu os defeitos desse game,e acabaram supervalorizando-o e até nomeando-o como um dos 5 melhores jogos de 2013.

E respondendo a pergunta:
Será que um reboot era necessário?
Não.Explicarei o porque.
Se você observar bem,a série só teve 2 jogos decepcionantes:
Tomb Raider Angel of Darkness e Tomb Raider Underworld.
Então dá pra falar que é um número bem baixo,já que a maioria dos jogos são de alta qualidade.Ou seja,não precisava de um reboot,até porque começar tudo de novo,é muito perigoso,e pode acabar piorando mais ainda a situação.

Anunciaram que esse jogo receberia uma continuação.O que eu espero dela?
Isso:
  • Tirem os QTEs
  • Adicionem uma justificativa para o sistema de level up e XP.Por exemplo:A Lara podia começar com pulos "errados",sendo assim será bem difícil pular com ela no começo.Mas se você for melhorando o atributo dela de pulo,os pulos serão mais fáceis.E isso vale pra todas outras habilidades como acrobacias e pontaria.
  • Puzzles inteligentes
  • Melhora na IA dos inimigos
  • Melhorem a mira das armas
  • Adicionem a Croft Manor
  • Adicionem as Dual Pistols
  • Porque não deixam a Lara nadar?
  • Tirem as sequências quase automáticas de ação,pois já tá ficando genérico
Adicionar elementos de sobrevivência como:
  • Tirar a recuperação de vida automática,e substituir por med kits,e qualquer alimento encontrado nos locais
  • A possibilidade de se misturar/combinar elementos.EX:Achei um bambu (sem besteira!),e uma corda.Cortei o bambu,virou uma vareta (LOL XD),peguei a corda e juntei,virou um arco.Podia ter como misturar até comida.
  • A Lara ficar com fome,e se você não comer algo,ela começa a ficar tonta (assim então dificultando os controles) e se ficar mais tempo sem comer morre,comendo bem a stamina e a vida dela aumenta um pouco,e se comer muito ela fica "pesada"
  • Poder improvisar na hora do combate,como pegar a flecha colocar no fogo e depois atirá-la com o arco
  • Melhorar a exploração nos locais,sem essa de ficar coletando inúmeros itens,ou seja,é só colocar vários elementos interativos
Extras:
  • Removam ou mudem completamente o Multiplayer
  • Coloquem vídeos,inclusive um mostrando todos da série (até os ruins)
  • Melhorem a trilha sonora
Chegamos ao fim da postagem galera.O que acharam?
Deixei de falar alguma coisa?
Então comentem aí.
Mais uma vez,lhes agradeço se tiverem lido a minha postagem,e até a próxima.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Sugestões

Área totalmente aberta para sugestões.Se quiser pedir algo,peça somente aqui.Podem pedir de tudo,de postagens até dicas para melhorar o blog. Comentários com spam e com uso de palavras inapropriadas,serão moderados. Lerei e responderei educadamente cada sugestão aqui.

terça-feira, 26 de junho de 2012

Videogame já não é tão divertido

Estou fazendo esse post,porque eu gosto muito mas muito mesmo de videogame,e não quero que continue do jeito que está.
Vamos começar pela década de 90,a Era de Ouro dos videogames,aonde que até os jogos ruins divertiam muito.Mas porque divertiam muito?
Bem,e que naquela época,os videogames não tinham tanta potência igual a hoje,era muito difícil de se fazer os games,então,geralmente,os produtores/produtoras colocavam seus esforços ao máximo,para tentar fazer um bom game.Mas as vezes eles saiam ruins,só que mesmo sendo ruins,tinham alguma coisa de interessante,um bom exemplo é o game The Death an Return of Superman.O game era ruim porque tudo era muito repetitivo,mesmo você jogando com uns 5 Supermans diferentes,só que,ele tinha uma ótima trilha sonora,que dava um clima para o jogo,até mesmo o menu,que eu acho fantástico,porque era a mão do personagem Apocalipse,furando o símbolo do Superman,que estaria perfeitamente indicando que ele iria matar o Superman.
Agora vamos falar de videogame atualmente.Hoje em dia,são lançados muitos jogos bons também,mas porque você fica com aquela sensação de que não está se divertindo tanto como antes?
Bem,eu vos explicarei.
Há milhões de problemas que fazem com que você não se divirta muito nos dias atuais,eu vou citar alguns:

1-Todo mundo só pensa em potência,potência,potência e potência,e se esquecem que o videogame tem que receber jogos bons e que divertem,e não games com gráficos lindos como Lair(PS3),mas que são extremamente ruins.
2-Os fanboys,odeio eles!Hoje em dia ao invés das pessoas serem fãs(a maioria),elas são fanboys.Aí vocês me perguntam:"Qual a diferença de fã pra fanboy"?
Vamos supor com um fã que gosta de games.A diferença é que um fã ama um game,mas não é só por isso que irá deixar de critica-lo,um fã ama um game e se estiver ruim ele tem que criticar para seus produtores ouvirem e tentarem melhorar o game.
Agora um fanboy,ama,mas não quer aceitar os problemas do jogo,falam que o jogo é "intocável",
e ficam defendendo ao máximo o game,mesmo que ele seja ruim,e assim,as produtoras (as burras e também as mercenárias como a EA),acham que seu/seus games está/estão uma maravilha,e por causa disso estamos perdendo games que poderiam ter ficados bons mas que não ficaram por causa dos fanboys(não são em todos os casos).
3-As produtoras,são tão,mas tão mercenárias(EA GAMES) e folgadas hoje em dia,que eu não consigo acreditar.Exemplo:A Bioware lançou Mass Effect (2007) que era um RPG muito bom e tals,mas tinha alguns problemas.Depois a EA comprou a Bioware.O que eles deveriam fazer?
Melhorar o que estava ruim,e depois implementar mais algumas coisas certo?
Mas aí eles fazem o que?
Tornam Mass Effect 2 um third person shooter com alguns elementos de RPG.Pra que isso?
Porque tiraram o extenso mas confuso gerenciamento de itens?Era só consertar, não era?
Porque tiraram a exploração sendo que era só para melhorar?
Sabe porque?Porque eles queriam mais dinheiro,atrair um público maior para ter mais dinheiro,muuuuito mais dinheiro.E aí eu imaginava que todo mundo ia gostar mas ia criticar.E aí todo mundo aceitou o game como se ele fosse "O MELHOR DE TODOS OS TEMPOS".
E nem vou falar das burradas com Mass Effect 3,que aliás,vou até fazer um post depois só criticando a série Mass Effect.
É isso e muito mais que faz os games de antes serem bem mais divertidos do que hoje em dia(olha que é só diversão que eu estou falando).
Se vocês tiveram a atenção e paciência para ler,obrigado,e se possível comentem.

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Jogos da Nintendo são para crianças?

Muita gente no mundo fala que os games da Nintendo são para crianças,mas parece que essa gente toda nunca jogou Zelda Majora's Mask e Ocarina of Time ,Earthbound(pra quem nunca ouviu falar do Giygas,procure saber sobre a história dele),Metroid,etc.
Procure saber

Vídeos:
Legend of Zelda Majora's Mask (SPOILER ALERT)

Super Metroid - Mother Brain Battle (SPOILER ALERT)

Earthbound - Battle Against Giygas Part One (SPOILER ALERT)

É isso aí galera,até mais.